joão maia e silva

Info
~ Contact

Sempre surpresa, que o lume tudo mude e junte numa só as coisas apartadas.
Maria Velho da Costa, Missa in Albis
joão maia e silva


~ Info
~ Contact


Sempre surpresa, que o lume tudo mude e junte numa só as coisas apartadas.
Maria Velho da Costa, Missa in Albis


DANCING ABOUT ARCHITECTURE 
2020

PT
Projecto desenvolvido com Diogo Borges, Miguel Moreno e Olívia Silva, com a participação dos bailarinos Carlos Alves e Isa Araújo.
A arquitectura, enquanto disciplina de organização do espaço, legou-nos uma cultura profundamente visual sobre o espaço, vigente desde a tradição da perspectiva renascentista. Este projecto propõe uma reconfiguração da experiência do espaço partindo da sua dimensão acústica, dos sons que o habitam, rejeitando assim uma concepção puramente visual do mesmo. O fascínio pelos sons que nascem das acções dos dançarinos nos espectáculos de dança – os passos, as quedas, a fricção no chão – moldados pela carácter acústico da sala, do palco, dos objectos, foi o que deu corpo ao projecto Dança sobre a Arquitectura. Este procura a possibilidade de criação de uma dança sobre a arquitectura, através duma coreografia que nos dá a ouvir o espaço, pela interacção dos performers com este.
Esta é a metáfora do projecto: uma dança cujo objecto é o espaço. Numa sala munida com um sistema que recolhe os sons dos performers e os devolve ao espaço transformados em tempo real, a primeira manifestação do projecto consistiu numa série de performances que se perpetuaram no tempo e no espaço.



EN
Project developed with Diogo Borges, Miguel Moreno and Olívia Silva, and the dancers Carlos Alves and Isa Araújo.
Architecture, as a discipline for organizing space, left us with a deeply visual culture about space, operating since the tradition of the Renaissance perspective. This project proposes a reconfiguration of the experience of space starting from its acoustic dimension, from the sounds that inhabit it, thus rejecting a purely visual conception of it. The fascination with the sounds that arise from the actions of the dancers in the dance shows - the steps, the falls, the friction on the floor - shaped by the acoustic character of the room, the stage, the objects, was what gave shape to the project Dancing about Architecture. This seeks the possibility of creating a dance about architecture, through a choreography that makes us listen to the space, through the interaction of the performers with it. This is the metaphor of the project: a dance whose object is space. In a room equipped with a system that collects the sounds of the performers and returns them to space transformed in real time, the first manifestation of the project consisted of a series of performances that were
perpetuated in time and space.